Subtotal 2012

Vamos à checklist dos melhores momentos do ano em que a Terra não acabou.

O ano começou com uma viagem para a Alemanha, que eu registrei na série Velho Continente, que demorou um pouco a ficar pronta. Lá pude praticar meu Alemão, aprendi a esquiar e comi muito chocolate.

No fim de Março recebi em minha casa a ilustre visita do amigo Thássius, que aproveitou a vinda a Manaus para a cobertura de um evento para o Tecnoblog.

Em Abril, recebi a notícia da convocação para tomar posse em um cargo para o qual fiz concurso em 2008. Sim, faltavam algumas semanas para prescrever. Graças ao email do Dr. Hidemberg Frota, com quem tive o prazer de trabalhar anos antes na Assessoria Jurídica da SUSAM, fiquei sabendo a tempo para fazer os exames admissionais, já que estava com passagens compradas para viajar para os EUA.

Fui aos EUA com minha mãe no fim de Abril, para prestigiar o casamento da minha avó americana, D. Ardis, que assim como a Barbie, encontrou um Ken em sua vida.

Voltei pra Manaus, tomei posse no Ministério Público, com a chancela do Dr. Evandro Paes de Farias, que me deu as boas vindas à Família do MP. Comecei a trabalhar em uma promotoria especializada na defesa do consumidor, mais especificamente nas questões de planos de saúde E de transporte público, o que foi ótimo para alguém que já vinha realizando alguns projetos sobre esse assunto (mais sobre essa parte a seguir). O mais legal foi que conheci um grupo de gente bacana que não apenas trabalha bem como também sabe se divertir juntos. São os amigos do Conselhinho.

Em Junho resolvi comprar novamente meu próprio domínio, importei meu blog antigo, aliás, importei conteúdo de diversos blogs e serviços de hospedagem que eu havia abandonado há tempos, centralizando todas as besteiras e eventuais coisas interessantes que produzi na Internet neste único endereço. Tudo isso, graças à ajuda do Ayrton “Freeman” Araújo que me ajudou a por tudo em ordem.

Voltando ao assunto do transporte público, em Novembro, depois de quase 1 ano de produção e revisões, finalmente saiu a primeira edição do Manual Ônibus Manaus, o guia impresso com o conteúdo do site Ônibus Manaus, desenvolvido pela galera esperta do Trânsito Manaus, que faz a diferença nessa cidade.

Dia 21 de Dezembro o mundo não acabou e agora que o ano se encerra, estou me preparando para uma nova viagem. Vou ser guia turístico da minha namorada pelos EUA. Finalmente passar mais que 8 horas em Nova York, além de rever alguns dos meus lugares preferidos em Washington e Orlando. E comprar um brinquedinho novo.

Esse ano eu li menos do que gostaria, continuei estudando Alemão mesmo depois da viagem, precisei parar o curso de Francês no finalzinho do ano, mas vou retomar no ano que vem, comecei uma Especialização em Direito Público, onde pude encontrar amigos do Bacharelado e assistir aulas de professores incríveis como Antônio Carlos da Ponte e Luiz Alberto David Araújo, dentre outros, palestrei pelo Trânsito Manaus em um evento na Bemol, escrevi mais para o blog que a média dos anos anteriores.

E ainda perdemos o grande arquiteto do Universo: o Niemeyer – que de tão antigo, a linha do tempo da vida dele, assim como a Mitologia Grega, começou no Caos (pode conferir no site).

Desculpas a quem eu dei menos atenção do que deveria, pois infelizmente ainda não encontrei a poção da onipresença. Obrigado a todo mundo que esteve por perto, que me ajudou e apoiou para realizar as coisas que conquistei nesse ano. E principalmente, obrigado a você.

E não há tempo que volte, amor, vamos viver tudo que há pra viver…

Feliz 2013.

América, parte 1

Nesse mês de agosto li um livro que achei bastante interessante chamado América, escrito por um cara chamado Monteiro Lobato, ele mesmo, o monocelha, que após alucinações com sítios fantásticos escreveu diversas coisas também fantásticas, no sentido de preciosidade mesmo.

O livro, originalmente publicado na década de 30, foi relançado esse ano, e conta sobre a viagem que ele fez aos Estados Unidos, misturando a descrição do que ele via com reflexões que fazia, seja em primeira pessoa, seja usando o recurso de um personagem fictício que criou buscando apresentar uma visão europeia que contrapusesse a visão brasileira dos lugares e acontecimentos: o inglês Mister Slang.

Estátua de Netuno, deus romano do mar, das fontes e das correntes de água. Washigton, D.C.

Durante a história descrita no livro, ele visita as cidades norte americanas de Washington (capital e centro da política), Nova York (cidade em franco crescimento populacional e urbanização, onde ele passa a maior parte do tempo) e Detroit (centro industrial automobilístico). E muito do que ele escreveu naquele tempo condiz tremendamente com a realidade atual, como por exemplo a moeda brasileira, que na época também se chamava Real.

A primeira visita ocorre em Washington, onde ele caminha observando diversos monumentos e prédios da cidade. Ao chegar à Biblioteca do Congresso ele pergunta a Mister Slang, o motivo desse nome:

Admirei o monumento com todos os ímpetos da minha capacidade de admiração arquitetônica, embora a sua real grandeza não estivesse na fachada, sim no miolo. Quatro milhões de pontas!…

– E por que lhe chamam de Biblioteca do Congresso? – perguntei.

– Parece que a ideia foi não permitir escusa de ignorância dos legisladores. Com tal base de experiência humana ao alcance, caso não legislem a contento não será por falta de meios informativos. O “não sei”, o “não sabia” fica desse modo proibido. Esta imensa mole de livros, deliberadamente ereta diante da casa dos legisladores, põe-nos em bem dura situação. Talvez a malícia de Lincoln haja colaborado nisso…

Biblioteca do Congresso. Washigton, D.C.

Que ideia interessante, não? Já imaginaram uma Biblioteca da Assembleia Legislativa do Amazonas, ou uma Biblioteca da Câmara Municipal de Manaus, grandes, se possível, do mesmo tamanho das próprias câmaras, repletas de livros, com amplo acesso à população e, obviamente, aos nobres deputados e vereadores. É notável a baixa instrução de alguns dos candidatos aos cargos legislativos estadual e federal para esta eleição que se aproxima.

Não seria correto cerceá-los de concorrem a estes cargos, porém urge que a sociedade exija dos eleitos que se atualizem, aperfeiçoem e ampliem seus conhecimentos e instrução, de forma a proporcionar uma produção legislativa mais consistente, refletindo as necessidades e interesses da sociedade, e não de seus bolsos (ou de cartéis e grupos escusos).

“Um país se faz com homens e livros.” – Monteiro Lobato.

Continua…

**********

Para saber mais sobre a Biblioteca do Congresso, veja a série de vídeos abaixo, produzidos pelo jornalista Luis Fernando Silva Pinto para a Globo News.

ARVE Error: id and provider shortcodes attributes are mandatory for old shortcodes. It is recommended to switch to new shortcodes that need only url

ARVE Error: id and provider shortcodes attributes are mandatory for old shortcodes. It is recommended to switch to new shortcodes that need only url

ARVE Error: id and provider shortcodes attributes are mandatory for old shortcodes. It is recommended to switch to new shortcodes that need only url

ARVE Error: id and provider shortcodes attributes are mandatory for old shortcodes. It is recommended to switch to new shortcodes that need only url

ARVE Error: id and provider shortcodes attributes are mandatory for old shortcodes. It is recommended to switch to new shortcodes that need only url

ARVE Error: id and provider shortcodes attributes are mandatory for old shortcodes. It is recommended to switch to new shortcodes that need only url

Categorias

Passado

  • 2016
  • 2015
  • 2014
  • 2013
  • 2012
  • 2011
  • 2010
  • 2009
  • 2008
  • 2007
Seguir

Receba atualizações do blog na sua caixa de entrada.

Basta inserir seu email