Ronda nas Estrelas

Essa semana fui deixar minha mãe no aeroporto e me deparei com uma cena curiosa. Um veículo do Programa Ronda nos Bairros estava estrategicamente posicionado em um canto do estacionamento, acompanhando toda a movimentação ao redor com sua câmera em high-definition posicionada para o… ESPAÇO.

Ronda nas Estrelas

Foi então que percebi o quanto a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas está na vanguarda em relação ao resto do Programa Espacial Brasileiro. Como podemos ver nos jornais (aqui e aqui – e aqui também), enquanto os cientistas de Alcântara e da Barreira do Inferno estão lutando para colocar algum satélite brasileiro em órbita, e os pesquisadores do nosso querido SIPAM estão tentando prever quando teremos o próximo furacão baré pelo menos uns 15 minutos antes do desastre, as centenas de veículos do Programa Ronda nos Bairros já estão cuidando da segurança espacial do Amazonas.

Tudo isso usando apenas 250 milhões de Reais de orçamento. Comparativamente um programa de exploração espacial da NASA como o Mars Science Laboratory, de que faz parte o veículo Curiosity, que está explorando o solo marciano, está custando 2,5 bilhões de Dólares aos cofres públicos estadunidenses. Isso é 20 vezes mais do que o Governo do Amazonas está investindo na segurança do espaço aéreo de Manaus (e futuramente das principais cidades do estado).

Agora tornando a falar sério, o Programa Ronda nos Bairros (nome este que nada mais é que um slogan de uma estratégia de atuação que deveria ser o padrão desde sempre), merece o nosso reconhecimento, caso os índices de criminalidade na capital estejam, de fato, reduzindo, posto o fato de que, conforme relatório da ONG Consejo Ciudadano para la Seguridad Pública y Justicia Penal A.C., Manaus figura como a 26ª cidade mais perigosa do mundo.

E utilizar as câmeras corretamente, seguindo as instruções da Secretaria de Segurança Pública, que são de posicionar a câmera sempre à frente para que se possa registrar adequadamente as abordagens e até mesmo o trânsito, dados estes que auxiliam o trabalho do CIOPS, é um procedimento importante no trabalho de redução desses índices. Ou pelo menos de fazer valer o maior investimento em infraestrutura de segurança já realizado pelo Governo do Estado.

Da nossa parte, resta denunciar e cobrar o procedimento correto. Os telefones da Corregedoria Geral do Sistema de Segurança Pública são 3216-3775 e 3216-3776, e o email é [email protected] .

Categorias

Passado

  • 2016
  • 2015
  • 2014
  • 2013
  • 2012
  • 2011
  • 2010
  • 2009
  • 2008
  • 2007
Seguir

Receba atualizações do blog na sua caixa de entrada.

Basta inserir seu email