Passeios Virtuais

O que começou como uma brincadeira de filmar e editar vídeos dos caminhos por onde passo acabou indo parar nas páginas dos jornais. A jornalista Cynthia Blink, do A Crítica, e criadora do site Manauara.org que comentei em um post sobre a Internet e as Eleições, entrou em contato comigo para uma entrevista sobre o projeto. A matéria foi publicada no Sábado (13/04/2013) no caderno de Veículos e, ao contrário da entrevista sobre iniciativas populares, consegui comprar uma versão impressa a tempo. Confira abaixo.

**********

Vídeos na internet promovem passeios virtuais por Manaus

Uma inovação no roteiro da série “Estive Dirigindo”, apresentará caminhos alternativos para escapar dos engarrafamentos, praticamente um tutorial.

Por Cynthia Blink.

Na série, Steven Conte registra seus trajetos e disponibiliza na internet com o ponto de vista do carona. (Divulgação / Reprodução)

Até mesmo quem está fora de Manaus pode pegar uma carona virtual com o Steven Conte, 24, e circular pelas ruas da cidade a bordo de um Suzuki, ano 2010. Basta se conectar ao site de vídeos Youtube e acessar o canal dele ( www.youtube.com/user/stevenconte ). Então, escolhe o vídeo, clicar no “play” e pronto! Seu lugar no banco do passageiro está garantido, e ainda tem direito a uma trilha sonora animada.

Em entrevista a A CRÍTICA, Steven explica como surgiu a ideia de criar a série “Estive Dirigindo”, como ele denomina em seus posts: “O que eu realmente quero é viajar pelo Amazonas e mostrar essas viagens no canal, só que ainda não tenho tempo. Então, resolvi começar mostrando a capital”.

A série está no quinto vídeo e Steven já registrou a Ponte “Manaus-Iranduba”, a Av. das Torres e outras pistas. Mas tem muito chão manauara a percorrer. “Vou da av. Padre Agostinho Caballero Martin até a Ponte Professor Gilberto Mestrinho, na Cachoeirinha, passando pelo Centro”, conta Steven.

Fuga

Uma inovação no roteiro da série “Estive Dirigindo”, apresentará caminhos alternativos para escapar dos engarrafamentos, praticamente um tutorial. Informações valiosas para os motoristas. A sugestão é ficar conectado para não perder as dicas e ganhar tempo no trânsito. “Exemplificando, com que vou gravei ontem: como eu faço para driblar o congestionamento das 18 horas indo do Aleixo para o Centro? Existe alternativa e vou dizer qual…”, explica Steven, que prefere fazer suspense por aqui e exibir tudo na web.

Carreira Solo

O equipamento necessário para gravar a série consiste apenas de um carro, um celular (que faz o papel de uma câmera), um computador com software de edição de vídeo e um roteiro. Munido desse material, Steven realiza todo o processo sozinho.

“Para filmar, prendo o celular no banco do passageiro. Vejo as imagens em casa, quando vou editar no computador”, revela Steven, que informa: “Os vídeos são postados todas as sextas-feiras”.

A íntegra deste conteúdo está disponível no Portal A Crítica e na versão impressa.

Internet e as Eleições

Costumo dizer que o Twitter mudou minha vida. Por diversos motivos. O Twitter foi a ferramenta que permitiu que eu socializasse com gente que por outros meios eu dificilmente conheceria.

As redes sociais não apenas me deram 1 hora de graça no boliche, 3 CDs, 1 Blu-ray, 5 vale-compras da Bemol e um sanduiche no 80s Burger. As pessoas que eu conheci trocando mensagens de 140 letrinhas ajudaram, desde chegar ao meu destino sem pegar um engarrafamento a direcionar algumas das minhas escolhas educacionais e profissionais.

Dentre os projetos que me envolvi por causa o Twitter, o Trânsito Manaus, que há 3 anos informa diariamente o trânsito muito lento nos dois sentidos de todas as avenidas da cidade, além dos itinerários intinerantes de ônibus, possibilitou uma experiência política que eu, que desde pequeno sempre gostei de prestar atenção nas campanhas eleitorais, nunca poderia imaginar.

Com a exposição que o TM conquistou ao longo dos anos, conseguimos, contatando os comitês dos candidatos à prefeitura de Manaus, realizar entrevistas com cada um deles para tratar exclusivamente das questões de trânsito e transporte.

Grupos como o Trânsito Manaus, e outros, como o PedalaManaus.org, do Ricardo “Saci” Braga, e o Manauara.org, da Cynthia Blink, mostram uma mudança interessante pela qual estamos passando. Jovens com algum poder de mobilização através da Internet tendo acesso direto aos atuais e futuros integrantes do executivo (e do legislativo também).

Fazendo a interseção entre Política e Internet

Não sou ingênuo de achar que os políticos estão abrindo as portas e associando-se à imagem dessas iniciativas, cheios de sorrisos e apertos de mão, por simples, pura e imaculada brothagem. Nem acho que o acesso aos dirigentes da coisa pública deveria dar-se tão somente pela da ação de grandes grupos organizados e com alguma evidência e poder de mobilização, e não por um único e humilde cidadão.

Existe, claro, a busca por evidenciarem sua atuação em canais de comunicação com as novas gerações, talvez até mesmo estabelecer cabos eleitorais, o que não é o caso do TM, nem acredito ser dos outros que citei acima.

O que eu acho fantástico é o grau de importância dado por (pelo menos alguns) candidatos a essas ferramentas estar se assemelhando, cada vez mais, ao dado a grandes grupos da “velha mídia”, como jornais impressos, rádio e TV, justamente devido às mudanças e possibilidades que elas estão gerando.

Enquanto até poucos anos atrás os candidatos eram figuras distantes que nós éramos obrigados a escolher observando 30 segundos de sorrisos artificialmente manipulados num comercial de televisão, e dependíamos unicamente dos debates da TV para conhecer a capacidade argumentativa e o embate de propostas dos candidatos, agora eu tive a oportunidade de estar cara a cara com cada um deles, perguntar e ouvir as suas respostas sem direito a script e photoshop. Pauderney, Arthur, Navarro, Serafim, Henrique, Jerônimo, Herbert, Vanessa e Sabino.

Ainda fizemos muito pouco, mas acredito que as possibilidades interação e de cobrança do poder público ainda vão crescer e devolver uma parcela do poder que sempre foi do povo, de volta às mãos do povo, graças à Internet. Sou idealista demais?

Categorias

Passado

  • 2016
  • 2015
  • 2014
  • 2013
  • 2012
  • 2011
  • 2010
  • 2009
  • 2008
  • 2007
Seguir

Receba atualizações do blog na sua caixa de entrada.

Basta inserir seu email