Imaginem

Imaginem que depois do primeiro mandato de Lula (~2006) tivéssemos Cristovam Buarque (PDT) como presidente, dando o todo aquele enfoque na educação que a Pátria Educadora deveria ter.

Imaginem a seguir (~2010) a Marina (então PV, atual Rede) trabalhando a sua bandeira da sustentabilidade preparando o Brasil pra crescer no Séc. XXI preservando o meio ambiente.

Imaginem qualquer um dos candidatos derrotados na última eleição (com exceção do escroto do Levy Fidelix e dos naniquinhos radicais que tenham Comunista ou Cristão no nome da sigla) levando o país a possibilidades diferentes do que temos hoje.

O PT não possui o monopólio da bondade, e o terrorismo (com isso sim ele tem grande habilidade histórica) não está mais enganando ninguém, além de quem faz questão de continuar sendo enganado.

Tchau, querida...

Tchau…

PS para amigos petralhas: Sim, eu sei que o vice-decorativo que VOCÊS elegeram é malvado e os amiguinhos dele também. Sempre votei contra o partido deles e se vocês ajudarem poderemos tirar todos com uma surra de democracia.

Tchau, querida. Abraços verde-amarelos.

Aplicativo Políticos

Com uma ideia surgida da observação de experiências no exterior, e tendo em vista a importância do acesso às informações públicas a toda a população, o grupo Global Shapers Manaus tem o orgulho de apresentar o aplicativo Políticos.

Tela de abertura

Esse app gratuito reúne as principais formas de contato com os representantes dos poderes legislativo e executivo. Presidente, governadores, senadores, deputados federais e estaduais (estes primeiramente do Amazonas, porém serão acrescentados os de outros estados ao longo do ano) contam com seus nomes, fotos, emails e telefones do gabinete, além das contas de Twitter e Facebook.

O objetivo é facilitar o acesso da população aos seus representantes fornecendo as formas de contato, para que se possa cobrar diretamente de quem tem o dever de trabalhar em benefício do povo. Além disso, é possível também atribuir uma nota positiva ou negativa à pessoa, gerando assim uma perspectiva interessante da percepção dos usuários sobre o trabalho de cada político.

Busca específica por partidos ou estados

O aplicativo será atualizado constantemente para correção de bugs e dados, além da inclusão de novas informações. Baixe agora Políticos, o app democrático, para o seu dispositivo com iOS ou Android. Resenhas, sugestões e pedidos de uma versão para Windows Phone são bem vindas.

 

Ônibus Manaus pré-selecionado no World Summit Youth Award

O projeto do Ônibus Manaus tem rendido frutos interessantes desde que começamos a por essa ideia em prática nas madrugadas de Novembro de 2011. Dessa vez fomos pré-selecionados para o prêmio World Summit Youth Award, promovido pela Organização das Nações Unidas. A indicação final dos nomes deve sair no começo de Setembro. Uma matéria sobre a indicação saiu ontem (22/08/2013) no G1 Amazonas.

**********

‘Ônibus Manaus’ é pré-selecionado em competição global da ONU

Prêmio reconhece iniciativas que ajudam a atingir os Objetivos do Milênio. Além do amazonense, ‘Imagina na Copa’ também participa na competição.

Do G1 Amazonas.

Ônibus Manaus foi pré-selecionado em competição da ONU. (Divulgação)

O Amazonas tem um representante pré-selecionado ao World Summit Youth Award (no português, Prêmio da Cúpula Mundial da Juventude), da Organização das Nações Unidas (ONU). O ‘Ônibus Manaus’, iniciativa que divulga o itinerário urbano da capital, é um dos 64 projetos que participam da competição, que busca reconhecer jovens que usam tecnologia digital para empreender projetos que ajudam os países a atingir os Objetivos do Milênio.

O ‘Ônibus Manaus’ concorre na categoria ‘Go Green‘, junto a outras 11 iniciativas de oito países: Argentina, Áustria, Egito, França, Alemanha, Grécia, Itália e Paraguai. Dos 64 pré-selecionados, 18 projetos serão escolhidos para participar da cerimônia de premiação em outubro, no Sri Lanka.

Na primeira rodada de avaliação, um júri online analisou 422 projetos de 147 países. Na próxima fase, as 64 iniciativas pré-selecionadas serão analisadas por grupo internacional de especialistas em tecnologia da informação. Os vencedores terão a oportunidade de apresentar seus empreendimentos para uma audiência que inclui formadores de opinião do setor de mídia e da indústria criativa, assim como lideranças políticas e organizações não-governamentais.

O prêmio tem seis categorias nas áreas de combate à miséria, fome e doenças, educação, empoderamento de mulheres, cultura, sustentabilidade e transparência.

Como descrevem os idealizadores do projeto, o ‘Ônibus Manaus’ busca incentivar o uso do transporte público e a consequente diminuição de veículos na cidade acarretando menos liberação de CO2 na camada de ozônio. A ação faz parte do Trânsito Manaus, projeto que desde 2009 faz a divulgação colaborativa sobre o fluxo de trânsito na capital amazonense, com o objetivo de melhorar a mobilidade urbana e indicando rotas alternativas para a população.

Além do amazonense, o projeto ‘Imagina na Copa’ também foi pré-selecionado. Já tendo passado por Manaus neste ano, o ‘Imagina na Copa’ pretende promover uma série de ações em todo o Brasil até 2014, ano em que o país recebe a Copa do Mundo, a partir do engajamento de jovens em iniciativas de impacto social.

A íntegra deste conteúdo está disponível no Portal G1 Amazonas.

Primeiros Reviews do Shopping Ponta Negra

Então o Shopping PN* inaugurou, o caos aconteceu está acontecendo vai continuar acontecendo por uns dias, mas o lugar ficou bonito, é perto do trabalho, e depois do expediente fui por lá conferir e trazer pra vocês, em primeira mão, os primeiros reviews desse novo e esplêndido empreendimento comercial.

 

  • Insight do Luiz Eduardo Leal.

Shopping Ponta Negra pede prazo para construção de passarela

Eu havia mencionado o assunto quando previ o caos na Ponta Negra e gostei de ver a notícia no D24AM.

Shopping Ponta Negra, projeção para 2013

**********

Manaus – A empresa responsável pelo shopping da Ponta Negra, JHSF Empreendimentos, fez um acordo com o Ministério Público do Estado do Amazonas (MP-AM) e a Prefeitura de Manaus, representada pelo Instituto Municipal de Ordem Social e Planejamento Urbano (Implurb) e o Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans), para que apresente uma alternativa de organização e segurança do trânsito no local até que uma passarela seja construída. […] A JHSF informou, por meio do diretor de engenharia Paulo Sérgio Ferreira, que possivelmente a passarela ficará pronta no segundo semestre de 2014, quase um ano depois da inauguração do shopping, que tem data prevista para agosto deste ano.

Segundo o promotor de justiça do MP-AM, Paulo Stélio, a empresa ficou de apresentar até sexta-feira (5) uma alternativa até a passarela ser construída. “A construção da passarela já é ponto pacífico. Falta apenas encontrar o local adequado, analisar a proposta da empresa e ai sim autorizar a construção. Eles terão que construir a passarela e já firmaram o compromisso. Se eles me apresentarem uma solução que não vai prejudicar o trânsito e nem as pessoas a gente flexibiliza o prazo da construção”, explicou o promotor.

O chefe de gabinete do Manaustrans, Maurício Reis, informou que o órgão está observando a viabilidade técnica para garantir a travessia segura dos pedestres. “Estamos analisando a medida mais adequada neste momento até que se faça uma construção definitiva da passarela, para que possamos implementar uma sinalização que possa garantir a travessia das pessoas que vão frequentar o shopping. Nossa preocupação é garantir a segurança e fluidez do trânsito”, disse.

A explicação, conforme Maurício Reis, para que a empresa tenha a responsabilidade de construir a passarela no local é a demanda de veículos e pedestres que o shopping vai gerar. “A construção da passarela é porque imagina-se um grande público. Se trata de um polo atrativo de viagem de carro e de pedestres”, comentou.

O diretor de engenharia da JHSF, Paulo Sérgio Ferreira, informou que apenas espera o apontamento do local para a construção, mas que a passarela é um compromisso assumido pela empresa. “Vamos desenvolver um projeto e, após aprovação, será executado. Hoje mesmo, ou o mais tardar amanhã, nós vamos protocolar no MP um ofício com nossas alternativas até que ela fique pronta”, explicou.

Ferreira disse ainda que a entrega da obra será demorada por conta da dependência de aprovação dos órgãos públicos e de algumas empresas, como a Eletrobrás, que vai elevar as linhas de alta-tensão da via. “Não é uma obra simples e deve levar em torno de um ano, até porque o prazo para entrega de elevadores, para desenvolvimento de projetos e até a cadeia produtiva que está muito demandada. Inclusive temos tido dificuldades para a conclusão do shopping por conta disso”, disse.

A diretora do Implurb, Cristiane Sotto, comunicou que o órgão vai aguardar o cumprimento da recomendação e as alternativas dadas pela empresa para resolver a situação em definitivo.

Recomendação

Enviada pela 63ª Promotoria de Justiça Especializada na Proteção e Defesa da Ordem Urbanística para a Prefeitura de Manaus, a recomendação relatava que a inauguração do shopping Ponta Negra fosse barrada enquanto a empresa não construísse a passarela. Além da construção, foi pedido a instalação de gradil e reforma na pavimentação da via, no trecho da passarela.

**********

Na torcida para que a Prefeitura e o Ministério Público sigam firmes nesta posição até que a segurança (e a paciência) dos pedestres e motoristas, e não apenas meros interesses comerciais irresponsáveis, estejam definitivamente asseguradas.

Até mais, Google Reader, e obrigado pelos peixes

O ano de 2005 marcou a forma como eu usava a Internet por diversos motivos. A quantidade de blogs e sites que eu acompanhava crescia dia após dia, e abrir todos eles de um por um, além de dar muito trabalho, estava se tornando uma experiência contra-intuitiva, além do que a velocidade da conexão não ajudava muito.

Alguns, hoje em dia, podem até dizer ser possível acompanhar as atualizações dos sites por redes sociais como Twitter, Facebook e Google+, mas, além de você continuar precisando entrar em cada site ou blog, de um por um, para ter acesso ao conteúdo completo, pois até hoje elas exibem apenas títulos, links e breves resumos, naquela época elas sequer existiam ou eram utilizadas para este fim (sdds Orkut).

Who do you know?

Para melhorar essa situação, duas ferramentas me ajudaram bastante. Primeiro, foi quando abandonei os caminhos de Mammon e deixei de usar o Internet Explorer 6, passando a navegar com o Firefox 1.5. O motivo foi um dia ter aberto uma página (que não consigo mais encontrar vasculhando esta vasta rede mundial de computadores), que retornava com a mensagem de que não poderia ser exibida, exceto se fosse aberta no navegador do panda flamejante. Que admirável mundo novo aquele, de várias abas abertas (3 ou 4, mais que isso o computador travava) e downloads organizados em uma única janela.

O segundo motivo foi por 2005 ter sido um ano prolífico para o Google, que lançou produtos como o Google Earth (após a compra da Keyhole em 2004), dando a possibilidade de se passear pelo mundo inteiro em frente ao computador, o mensageiro Google Talk (encarnação anterior do neonato Google Hangouts), que era absurdamente mais rápido e leve que o MSN Messenger, e o agregador de feeds Google Reader.

Download Firefox 1.5

O Google Reader não foi o primeiro agregador de feeds. Antes dele cheguei a testar o Bloglines, Netvibes e outros. Até o Opera, o melhor navegador que ninguém pouca gente usa, já contava com a essa função desde o ano anterior. No começo ele era absurdamente travoso e por várias vezes eu desisti de usar. No ano seguinte, entretanto, houve uma grande reformulação do código, que deixou mais leve e mais fácil de usar.

E assim o Google Reader se tornou a página que esteve mais tempo aberta no meu navegador. Mais que meu email, mais que as diversas encarnações deste blog, o Google Reader foi a janela por onde eu acompanhei a maior parte das notícias e acontecimentos do mundo nos últimos 7 anos.

Google Reader, 2013

O tempo passa, a Internet, assim como o mundo, vai se modificando, atualizando e, se nem a poupança Bamerindus continua mais tão bem, por decisões internas do Google, o Reader, cujo desenvolvimento andava esquecido desde que a musa do entrepreneurship Marissa Mayer saiu da empresa, vinha perdendo funções para novo queridinho Google+ e teve então o seu fim anunciado.

A primeira reação ao saber da notícia – primeiramente nas redes sociais, admito – e a seguir, nas atualizações dos blogs de tecnologia que iam aparecendo na home do meu Google Reader causou certa tristeza. Mas esse tipo de serviço com poucos porém cativos usuários não ficaria muito tempo sem uma alternativa que pudesse suprir essa necessidade de concentrar e consumir informação em um único lugar. E testando entre as diversas opções que começaram a surgir após o anúncio (Digg, Aol, Hive, The Old Reader), optei pelo Feedly.

Importe o seu conteúdo do Google Reader para o Feedly

Primeiro, pela facilidade de importar os feeds e artigos salvos para leitura posterior no Google Reader com um único botão. Segundo, pela rapidez e familiaridade da interface. Existem configurações que deixam ele meio Flipboard (magazine) style, mas gosto da opção tiles (lista de notícias) e os comandos de teclado do Google Reader foram totalmente incorporados ao Feedly. Terceiro, porque ele abriu suas APIs e diversos aplicativos poderão lhe dar suporte, dentre eles o Reeder, que é meu aplicativo favorito para ler no celular e tablet. E quarto, porque tem boas opções de compartilhamento. Aproveite e assine o feed deste blog colando esse link no seu novo agregador.

Espero que o Feedly possa ter um longo caminho de sucesso pela frente, e consiga se sustentar e se reinventar diante das mudanças que a Internet apresentar ao longo dos anos, ao contrário do que aconteceu com o Google Reader. Forte integração social e anúncios não intrusivos podem ser um bom caminho. Eu que muitas vezes já dormi com o dedo segurando o J e acordei com o Google Reader zerado vou aos poucos me acostumando com a nova casa (que aceita o mesmo comando, inclusive). A vista da Internet pra mim agora será de uma janela diferente.

Boa aposentadoria, Google Reader

Bônus

Aqui um tutorial feito pelo Google, ensinando a usar o Reader.
https://youtu.be/VSPZ2Uu_X3Y

Micareta para Jesus

Ocorreu por volta de 27-29 E.C., de Jesus e seus 12 followers virem a Jerusalém para a Pessach, evento que é, basicamente, a Páscoa quando você nasce em um lar Judeu, e em vez do coelhinho, se comemora a fuga dos Hebreus dos domínios do Egito. Ao chegarem ao Templo de Jerusalém, já conhecido como Templo de Herodes na época porque, bem, o Rei Herodes, querendo fazer uma média com o povo Judeu que andava meio sem templo para orar, deu uma forcinha e o construiu (só para ser destruído pelos cazzi dos Romanos comedores de pizza, 5 anos depois de pronto), qual não foi a decepção de Emmanuel ao perceber a baderna que estavam fazendo na casa de seu Pai inefável.

Comerciantes vendiam e compravam animais para sacrifício, ovelhas, bois e pombas, além de cambistas que trocavam o dinheiro dos estrangeiros pela moeda local. Eis que baixou o Indiana Jones no filho de Maria e ele, de posse de um chicote, botou todo aquele covil de salteadores pra correr pra longe dali, lembrando a todos que aquela era uma casa de oração. (Mateus 21:11-13)

Jesus Jones mordido com a bagunça que fizeram na casa de seu Pai

O tempo passou, as manifestações foram se modificando ao longo do tempo e, se o próprio Elohim, que era meio sensível nos tempos do Velho Testamento, não fulminou Miriã que, em gratidão por seu Senhor ter matado centenas de soldados Egípcios afogados no Mar Vermelho, tocou um solo virtuoso de pandeiro com suas BFFs sob o sol causticante do Deserto de Sur (Êxodo 15:19-21), longe de mim condenar manifestação tão singela quanto a Marcha para Jesus.

Todos tem o direito de manifestar sua falta de religiosidade da forma como lhe convir, desde que não prejudiquem a paciência os direitos de outrem. Está na constituição que “é inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida (…) a proteção aos locais de culto e a suas liturgias” e que “ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política salvo para eximir-se de obrigação legal a todos imposta“, conforme os incisos VI e VIII do artigo 5º de nossa imaculada Constituição Cidadã, promulgada sob a proteção de Deus e com assinatura de José Sarney.

Constituição de 1988 – Sob a proteção de Deus e com a assinatura de Sarney

O que eu gostaria de trazer à tona é o que o Briglia, sintetizou de forma brilhante em seu mural do Facebook:

Vendo a timeline dos meus amigos de Manaus vejo várias reclamações por causa de um evento religioso chamado Marcha para Jesus. Aqui nos EUA eu nunca vi eventos de grandes proporções que atrapalhassem a vida dos que não estão participando. Aqui vejo planejamento e principalmente respeito pelo outro. Falando sobre religião, aqui ninguém tenta te enfiar Jesus, Alá, Budha, Santo-não-sei-o-quê, goela abaixo. As pessoas praticam suas diferentes religiões (e acredite, aqui existe muito mais opção do que no Brasil), mas elas fazem isso respeitando os outros. Ninguém tenta te converter te fazendo ficar parado em um congestionamento, soltando rojões ou gritando na rua. Não que o pessoal aqui seja menos fiel do que os brasileiros, a diferença está na educação. Educação é a base de tudo.

Deus criou Adão e Eva: isso mesmo, Eva e Adão.

Na circunstância trazida pelo Briglia está a situação dos EUA, mas poderia ser qualquer outro país ou cidade do Brasil, onde haja uma situação de educação um pouco melhor que a que se percebe por aqui. E antes que me digam que ninguém é contra os carnavais e bandas de rua, eu juro que não percebo diferença no rastro de sujeita e danos aos logradouros públicos.

O que Jesus acharia da marcha que fazem pra ele?

Enchente de 2013

Enquanto não temos veículos adequados para a realidade da região, como esse ou esse, começa um novo ano, começa uma nova estação das chuvas, surpreendentemente acontece uma nova enchente no Amazonas.

Pessoas vão à mídia reclamando que prefeituras e governo não fazem nada para evitar as perdas que o problema causa. Prefeituras e governo vão á mídia alegando que não conseguem fazer nada enquanto não decretam estado de emergência que, dentre outras coisas, possibilita a realização de obras sem necessidade de licitações.

Correndo por fora dessas situações, acho interessante, e também engraçado, confesso, destacar o trabalho do Promotor Guimarães Neto, que mantém o estilo e o devido andamento das diligências, apesar das dificuldades que a cidade de Anamã, a 129km de Manaus, enfrenta por ter crescido em uma região anualmente atingida pelas cheias. Abaixo, matéria publicada no portal do MP, em 22 de Maio de 2013.

Promotor João Ribeiro Guimarães Neto, chegando para mais um dia normal de trabalho na sede do Ministério Público de Anamã, AM.

**********

ANAMÃ: Enchete ainda não prejudica trabalho da promotoria

De acordo com informações do Promotor de Anamã, João Ribeiro Guimarães Neto, a água está chegando próximo ao fórum, mas quase todos os órgãos públicos já foram atingidos pela enchete. Apesar do transtorno, os trabalhos do MP-AM no município ainda não foram prejudicados.

“O foco da Promotoria neste momento é a orientação sobre o trânsito de embarcações pelas vias públicas. Pedimos que as famílias tomem cuidado e não deixem seus filhos menores conduzirem essas embarcações. Gostaria de orientar também que, em mesmo se a água invadir o fórum, nosso trabalho vai continuar. Vamos construir marombas para não prejudicar o andamento dos processos”, disse o Promotor.

Caos na Ponta Negra

Esse post não é sobre ataques de enxames de jacarés, alcateias de galerosos ou afogamentos coletivos.

Ouvi rumores de que o Shopping Ponta Negra seria inaugurado dia 10 de Junho, estratégica e tempestivamente pensado com vistas ao Dia dos Namorados. A notícia é boa, são mais alternativas de compras, gastronomia, entretenimento e lazer pra cidade, mais salas de cinema, novos restaurantes, uma outra grande rede de livrarias nacional para concorrer com a Saraiva, e talvez fazer a Concorde despertar da letargia em que se encontra, concorda?

O que me deixa apreensivo quanto ao novo lançamento, não só comercial, como grande condomínio residencial e complexo de negócios ao redor, é a inevitável sobrecarga de veículos sobre a malha viária na região. É sabido que a Ponta Negra sofre um forte estrangulamento na Av. Cel. Teixeira, já que é praticamente a única opção para quem mora na região.

Shopping Ponta Negra, projeção para 2013

Não vejo, além de dois retornos tortos e super-faturados, construídos pela administração anterior, e atualmente em reforma pela nova administração municipal, nenhuma grande obra que vise amenizar o impacto, não só do shopping, como também dos empreendimentos imobiliários que o orbitam.

É importante observar casos positivos e negativos decorrentes da criação de grandes empreendimentos, como quando o Amazonas Shopping foi construído, o então prefeito Arthur Neto exigiu como medida de compensação ambiental que o estabelecimento arborizasse as Avenidas Darcy Vargas e Efigênio Sales.

Amazonas Shopping, após a inauguração em 1991

Com a construção do Studio 5 Mall, a prefeitura adiantou-se a preparar um grande recuo na frente do shopping, evitando que os carros que trafegam em baixa velocidade para entrar ou sair do centro comercial estrangulassem o tráfego da Av. Rodrigo Otávio.

Studio 5 Mall, após a ampliação do centro de convenções

O TvLândia Mall, ao se metamorfosear em Manaus Plaza Shopping e executar uma obra que chegou praticamente à beira da Av. Djalma Batista, não deixou um recuo devido para a parada de ônibus que figura em sua entrada. Parada esta que antes do empreendimento, estava 300 metros antes, próxima a uma passarela, e possuía com um espaçoso recuo para 5 ônibus. Desde então o ManausTrans precisa dedicar um agente para ordenar a área todos os dias.

Manaus Plaza Shopping, após a última reforma

O Shopping Manauara, o maior shopping do planeta, pois vai de Recife até a Paraíba, trouxe duas circunstâncias dicotômicas (beijo, Marília Gabriela): a primeira, positiva, é que trouxe duas vias a mais para o trânsito entre as Avenidas Mário Ypiranga Monteiro e Jor. Umberto Calderaro Filho. Entretanto, a segunda foi ter demorado ANOS para providenciar as devidas passarelas. A passarela da Mário Ypiranga de forma prática, mas a da Umberto Calderaro, de forma conflituosa, sendo resolvida apenas na Justiça.

Shopping Manauara, antes da instalação da grade adestradora

Nesse caso específico, por meses me perguntei o que custaria uma negociação com o vizinho Carrefour e o conjunto à sua frente, que oferecia um espaço bem mais adequado para a necessária obra. Duvido que haveria oposição das partes. E pra fechar com chave de golden shower, ainda adveio profunda tristeza ao ver seres bárbaros que se recusam a usar passarela, feita com tanto carinho, provavelmente achando que é uma mera cobertura para o sol. Darwin os manda abraços fraternos.

Voltando ao Shopping Ponta Negra, acho que vocês já sacaram né? Não há paradas de ônibus na região com capacidade para muitos veículos e passageiros, pelo menos até agora. Não há passarelas em construção, já que devem estar crentes que 100% dos usuários de transporte coletivo que chegarem até o shopping virão do Centro e moram na Alameda Alaska.

Parada de ônibus, com um belo adesivo

Antes que venham me dizer que este será um shopping elitizado e que não necessita desse tipo de cuidados, basta passar em frente ao Condomínio Ephigênio Salles às 6 da tarde para ver o batalhão de funcionários que se espreme em duas ínfimas paradas sem recuo. Aliás, tá na hora do condomínio e a prefeitura cuidarem dessa questão. Motoristas e usuários do transporte coletivo agradecem.

O encerramento deste texto é, na verdade, apenas para falar mais do mesmo: vão esperar o caos para pensar no que fazer. Vão esperar o engarrafamento para fazer um recuo para ônibus. Vão esperar o atropelamento para fazer a passarela. Vão esperar outro atropelamento para fazer uma cerca elétrica adestrando bárbaros a usar uma passarela como algo mais que uma cobertura para o sol. Essa tem sido a regra e não a exceção. E desafio a me provarem que estou errado.

Arnaldo Jabor e a PEC 037

ARVE Error: id and provider shortcodes attributes are mandatory for old shortcodes. It is recommended to switch to new shortcodes that need only url

“A finalidade do Ministério Público é defender a sociedade e a sua eficiência tem inquietado os caras que lutam para salvar a impunidade…”

– Arnaldo Jabor

Categorias

Passado

  • 2016
  • 2015
  • 2014
  • 2013
  • 2012
  • 2011
  • 2010
  • 2009
  • 2008
  • 2007

 

Seguir

Receba atualizações do blog na sua caixa de entrada.

Basta inserir seu email