Micareta para Jesus

Ocorreu por volta de 27-29 E.C., de Jesus e seus 12 followers virem a Jerusalém para a Pessach, evento que é, basicamente, a Páscoa quando você nasce em um lar Judeu, e em vez do coelhinho, se comemora a fuga dos Hebreus dos domínios do Egito. Ao chegarem ao Templo de Jerusalém, já conhecido como Templo de Herodes na época porque, bem, o Rei Herodes, querendo fazer uma média com o povo Judeu que andava meio sem templo para orar, deu uma forcinha e o construiu (só para ser destruído pelos cazzi dos Romanos comedores de pizza, 5 anos depois de pronto), qual não foi a decepção de Emmanuel ao perceber a baderna que estavam fazendo na casa de seu Pai inefável.

Comerciantes vendiam e compravam animais para sacrifício, ovelhas, bois e pombas, além de cambistas que trocavam o dinheiro dos estrangeiros pela moeda local. Eis que baixou o Indiana Jones no filho de Maria e ele, de posse de um chicote, botou todo aquele covil de salteadores pra correr pra longe dali, lembrando a todos que aquela era uma casa de oração. (Mateus 21:11-13)

Jesus Jones mordido com a bagunça que fizeram na casa de seu Pai

O tempo passou, as manifestações foram se modificando ao longo do tempo e, se o próprio Elohim, que era meio sensível nos tempos do Velho Testamento, não fulminou Miriã que, em gratidão por seu Senhor ter matado centenas de soldados Egípcios afogados no Mar Vermelho, tocou um solo virtuoso de pandeiro com suas BFFs sob o sol causticante do Deserto de Sur (Êxodo 15:19-21), longe de mim condenar manifestação tão singela quanto a Marcha para Jesus.

Todos tem o direito de manifestar sua falta de religiosidade da forma como lhe convir, desde que não prejudiquem a paciência os direitos de outrem. Está na constituição que “é inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida (…) a proteção aos locais de culto e a suas liturgias” e que “ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política salvo para eximir-se de obrigação legal a todos imposta“, conforme os incisos VI e VIII do artigo 5º de nossa imaculada Constituição Cidadã, promulgada sob a proteção de Deus e com assinatura de José Sarney.

Constituição de 1988 – Sob a proteção de Deus e com a assinatura de Sarney

O que eu gostaria de trazer à tona é o que o Briglia, sintetizou de forma brilhante em seu mural do Facebook:

Vendo a timeline dos meus amigos de Manaus vejo várias reclamações por causa de um evento religioso chamado Marcha para Jesus. Aqui nos EUA eu nunca vi eventos de grandes proporções que atrapalhassem a vida dos que não estão participando. Aqui vejo planejamento e principalmente respeito pelo outro. Falando sobre religião, aqui ninguém tenta te enfiar Jesus, Alá, Budha, Santo-não-sei-o-quê, goela abaixo. As pessoas praticam suas diferentes religiões (e acredite, aqui existe muito mais opção do que no Brasil), mas elas fazem isso respeitando os outros. Ninguém tenta te converter te fazendo ficar parado em um congestionamento, soltando rojões ou gritando na rua. Não que o pessoal aqui seja menos fiel do que os brasileiros, a diferença está na educação. Educação é a base de tudo.

Deus criou Adão e Eva: isso mesmo, Eva e Adão.

Na circunstância trazida pelo Briglia está a situação dos EUA, mas poderia ser qualquer outro país ou cidade do Brasil, onde haja uma situação de educação um pouco melhor que a que se percebe por aqui. E antes que me digam que ninguém é contra os carnavais e bandas de rua, eu juro que não percebo diferença no rastro de sujeita e danos aos logradouros públicos.

O que Jesus acharia da marcha que fazem pra ele?

About Steven Castro Conte

Eu sou um aprendiz.

6 responses to “Micareta para Jesus

  1. Camila Lobato
    Usando IE Mobile IE Mobile 9.0 em um Windows Phone OS Windows Phone OS 7.5

    A marcha para Jesus não é para empurra a doutrina abaixo da girls dos outros. As ruas nao foram tomadas por uma micareta. Foi planejado e o curso de determinadas vias foram trocadas. Para qualquer festa as rotas podem ser modificadas mas só causa transtorno quando a festa é para Jesus? Estranho. Duvido que tenham outros comentários aqui. Mas o que Jesus achou. Acredito que ele recebeu no céu como aroma suave. Pois foi adoração, como foi dito estamos apenas exercendo nosso direito. A opniao de quem está a quilômetros do Brasil ou de alguém que se quer buscar entender a essência do “evento” n refletiria algo diferente. Mas vim aqui dizer, sem ofensas que Jesus ama você, sem precisar te parar no transito estven e dizer que ele tem um plano maravilhoso em sua vida. Que Jesus te abençoe muito. Ass Camila Lobato

  2. Anette Pardo
    Usando Google Chrome Google Chrome 27.0.1453.94 em um Windows Windows 7

    Prezada Camila Lobato, data vênia, uma característica de Deus, que precisamos imitar (como cristãos ou não), tem que ver com ORGANIZAÇÃO. 1 Coríntios 14:33 nos mostra que Ele “não é Deus de desordem, mas de paz”.

    Quando atentamente observamos o que Deus criou, vemo-nos compelidos a concluir que ele é o Personagem mais organizado no Universo. Todavia, outra característica de Deus que ele quer que seus servos imitem é a Sua felicidade (sentimento que os participantes da Marcha para Jesus certamente tiveram), pois ele é o “Deus feliz” conforme provado em 1 Timóteo 1:11. De modo que a sua habilidade de organização está em equilíbrio com a felicidade. Uma característica não se destaca às custas da outra.

    Em 1 Coríntios, capítulo 14, encontramos o conselho sábio e pertinente do apóstolo Paulo sobre como realizar reuniões religiosas, independente do tamanho desta. Ele concluiu, dizendo: “Que todas as coisas ocorram decentemente e por arranjo.” (1 Coríntios 14:40) Podemos entender que por ser um aspecto importante das atividades de uma comunidade religiosa, requer uma conduta que seja própria para os que fazem parte da casa de Deus.

    Mostrou-se biblicamente (argumento de autoridade, presumo humildemente) até aqui que a boa organização identificava os servos de Deus no passado. Portanto, a situação não deveria ser a mesma hoje, não concorda?

    Certamente todos os envolvidos, e especialmente os não envolvidos tirarão maior proveito de qualquer manifestação religiosa (expressões asseguradas na Constituição), se forem realizadas com a Regra Áurea descrita na própria Bíblia: “todas as coisas, portanto, que quereis que os homens vos façam, vós também tendes de fazer do mesmo modo a eles”, palavras do próprio dono da festa, Jesus, em Mateus 7:12. Trocando em miúdos: Respeito é bom e todo mundo gosta.

    P.S.: Lembrando que Boa conduta é um poderoso testemunho (1 Pedro 2:12), muito mais eficiente do que musica sonoramente prejudicial (me atenho ao volume, não ao estilo musical), fogos de artifício e caos generalizado. Afinal, não se ganha vida eterna no grito!

    • Camila Lobato
      Usando IE Mobile IE Mobile 9.0 em um Windows Phone OS Windows Phone OS 7.5

      Anete Pardo. Que deus te abençoe também, que o Senhor continue te abençoando e falando com vc através da palavra e que vc possa derramar sobre a vida de outros. Paulo Tb fala em efésios que precisamos como igreja, corpo de Cristo, em unidade. Acredito que os cristãos ao invés de censurar os irmãos devia ser mais ponderados. Pq muitas vezes nossa religiosidade nos tapa a visão do espírito santo. Antes de falar da marcha para Jesus é preciso tentar entender o outro. O maior mandamento do Deus que eu fui engrandecer na marcha é o amor, esse amor que fui declarar, nao fui pular com som alto ou soltei fogos de artifício (nem vim nada disso lá) mas fui as ruas dando testemunho do que o mesmo Jesus fez por mim por amor. Realmente acredito que um bom testemunho ganha vidas e gritei que Jesus é o senhor, gritei para ele e não para ganhar uma vida. Mas para adora-lo. Pq foi pra isso que nasci, cada um expressa sua adoraçao do seu jeito. O importante é glorificar a Deus. Acredito que n estamos ganhando ninguém p Jesus aqui falando sobre a marcha. Mas a experiência que tive com Deus lá será testemunho para muitas vidas. Só queria compartilhar c o autor do texto outra versão de quem esteve lá e marcha pra Jesus todos os dias. Fique na paz do Senhor

      • Yuri Ketana
        Usando Android Browser Android Browser em um Android Android 4.1.2

        Olá Camila
        Realmente é importante glorificar a Deus, mas lembre-se, é o próprio Deus que nos diz como…assim como foi com Caim e Abel, não adianta darmos o nosso melhor, mas sim o que Deus deseja de nós! !

  3. Pingback: Repensando as Bandas de Rua - Steven Conte

  4. Jordane Gomes
    Usando Google Chrome Google Chrome 36.0.1985.125 em um Windows Windows 7

    Ei povo de Deus, ‘Marcha Pra Jesus’ eficiente e que ele recebe como aroma suave, é aquela onde os grupos saem por aí numa ação coordenada de evangelização da pessoas nos mais variados locais. E não uma onde saem um monte de gente numa procissão.. pra tipo mostrar que a marcha é pra Jesus. entende. Deus tá mais preocupado se estamos indo atrás das almas que estão por aí por perecer. apenas. boa noite!

O que você pensa sobre isso?

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Categorias

Passado

  • 2016
  • 2015
  • 2014
  • 2013
  • 2012
  • 2011
  • 2010
  • 2009
  • 2008
  • 2007
Seguir

Receba atualizações do blog na sua caixa de entrada.

Basta inserir seu email