Caos na Ponta Negra

Esse post não é sobre ataques de enxames de jacarés, alcateias de galerosos ou afogamentos coletivos.

Ouvi rumores de que o Shopping Ponta Negra seria inaugurado dia 10 de Junho, estratégica e tempestivamente pensado com vistas ao Dia dos Namorados. A notícia é boa, são mais alternativas de compras, gastronomia, entretenimento e lazer pra cidade, mais salas de cinema, novos restaurantes, uma outra grande rede de livrarias nacional para concorrer com a Saraiva, e talvez fazer a Concorde despertar da letargia em que se encontra, concorda?

O que me deixa apreensivo quanto ao novo lançamento, não só comercial, como grande condomínio residencial e complexo de negócios ao redor, é a inevitável sobrecarga de veículos sobre a malha viária na região. É sabido que a Ponta Negra sofre um forte estrangulamento na Av. Cel. Teixeira, já que é praticamente a única opção para quem mora na região.

Shopping Ponta Negra, projeção para 2013

Não vejo, além de dois retornos tortos e super-faturados, construídos pela administração anterior, e atualmente em reforma pela nova administração municipal, nenhuma grande obra que vise amenizar o impacto, não só do shopping, como também dos empreendimentos imobiliários que o orbitam.

É importante observar casos positivos e negativos decorrentes da criação de grandes empreendimentos, como quando o Amazonas Shopping foi construído, o então prefeito Arthur Neto exigiu como medida de compensação ambiental que o estabelecimento arborizasse as Avenidas Darcy Vargas e Efigênio Sales.

Amazonas Shopping, após a inauguração em 1991

Com a construção do Studio 5 Mall, a prefeitura adiantou-se a preparar um grande recuo na frente do shopping, evitando que os carros que trafegam em baixa velocidade para entrar ou sair do centro comercial estrangulassem o tráfego da Av. Rodrigo Otávio.

Studio 5 Mall, após a ampliação do centro de convenções

O TvLândia Mall, ao se metamorfosear em Manaus Plaza Shopping e executar uma obra que chegou praticamente à beira da Av. Djalma Batista, não deixou um recuo devido para a parada de ônibus que figura em sua entrada. Parada esta que antes do empreendimento, estava 300 metros antes, próxima a uma passarela, e possuía com um espaçoso recuo para 5 ônibus. Desde então o ManausTrans precisa dedicar um agente para ordenar a área todos os dias.

Manaus Plaza Shopping, após a última reforma

O Shopping Manauara, o maior shopping do planeta, pois vai de Recife até a Paraíba, trouxe duas circunstâncias dicotômicas (beijo, Marília Gabriela): a primeira, positiva, é que trouxe duas vias a mais para o trânsito entre as Avenidas Mário Ypiranga Monteiro e Jor. Umberto Calderaro Filho. Entretanto, a segunda foi ter demorado ANOS para providenciar as devidas passarelas. A passarela da Mário Ypiranga de forma prática, mas a da Umberto Calderaro, de forma conflituosa, sendo resolvida apenas na Justiça.

Shopping Manauara, antes da instalação da grade adestradora

Nesse caso específico, por meses me perguntei o que custaria uma negociação com o vizinho Carrefour e o conjunto à sua frente, que oferecia um espaço bem mais adequado para a necessária obra. Duvido que haveria oposição das partes. E pra fechar com chave de golden shower, ainda adveio profunda tristeza ao ver seres bárbaros que se recusam a usar passarela, feita com tanto carinho, provavelmente achando que é uma mera cobertura para o sol. Darwin os manda abraços fraternos.

Voltando ao Shopping Ponta Negra, acho que vocês já sacaram né? Não há paradas de ônibus na região com capacidade para muitos veículos e passageiros, pelo menos até agora. Não há passarelas em construção, já que devem estar crentes que 100% dos usuários de transporte coletivo que chegarem até o shopping virão do Centro e moram na Alameda Alaska.

Parada de ônibus, com um belo adesivo

Antes que venham me dizer que este será um shopping elitizado e que não necessita desse tipo de cuidados, basta passar em frente ao Condomínio Ephigênio Salles às 6 da tarde para ver o batalhão de funcionários que se espreme em duas ínfimas paradas sem recuo. Aliás, tá na hora do condomínio e a prefeitura cuidarem dessa questão. Motoristas e usuários do transporte coletivo agradecem.

O encerramento deste texto é, na verdade, apenas para falar mais do mesmo: vão esperar o caos para pensar no que fazer. Vão esperar o engarrafamento para fazer um recuo para ônibus. Vão esperar o atropelamento para fazer a passarela. Vão esperar outro atropelamento para fazer uma cerca elétrica adestrando bárbaros a usar uma passarela como algo mais que uma cobertura para o sol. Essa tem sido a regra e não a exceção. E desafio a me provarem que estou errado.

About Steven Castro Conte

Eu sou um aprendiz.

26 responses to “Caos na Ponta Negra

  1. Marina Gonçalves
    Usando Google Chrome Google Chrome 26.0.1410.64 em um Windows Windows 7

    Já falou tudo. Amei seu texto. Agora é só esperar é aguardar a confusão que vai dar. Meu filho você está certíssimo. Se todos pensassem como você as coisas iriam bem melhor. Parabéns.

  2. Usando iOS iOS

    Steven Conte para presidente! o/ heihueihuei.. Ótimo texto e ótima análise!;)

  3. Usando Google Chrome Google Chrome 26.0.1410.64 em um Windows Windows 7

    Eu adorei teu texto de forma geral, Steven, e quase me acabo de rir com certos termos e expressões. Achei muito pertinentes as colocações que você fez e acho uma lástima que aqui em Manaus sempre prefiram esperar o problema acontecer para então pensar num paliativo. Parabéns pela questão levantada, Steven. Ah, sobre a Concorde, concordo completamente. Tá mortinha a livraria, viu? Sei que não deveria, mas estou criando grandes expectativas em torno da Livraria Cultura aqui. Vamos ver.

  4. Julie
    Usando Mozilla Firefox Mozilla Firefox 18.0 em um Windows Windows 7

    Haha, muito bom o texto. 😉

  5. Usando Mozilla Firefox Mozilla Firefox 20.0 em um Windows Windows 7

    Conte, a construção do novo shopping da Ponta Negra foi autorizado pela Prefeitura de Manaus que certamente aprovou o projeto sem levar em conta a questão viária na região e desconsiderar que aquele bairro conta com milhares de cidadãos que certamente irão frenquentar o local seja a pé, de ônibus, mototaxi ou de vans ates de irem para a beira do Rio Negro mais adiante (falo daquela beira de rio que teimam em chamar de “praia” que tanto pano pra manga deu nos úlimos 2 anos).

    A população e boa parte dos pacatos cidadãos da city não podem ser impedidos de conhecer o empreendimento que foi galgado ao patarmar de “shopping” sem as devidas ressalvas ambientais e regras urbanas inerentes para um empreendimento deste tamanho naquela localidade. O que deveríamos pensar em entender é como e quais regras são utilizadas pelo órgão responsável pela liberação desses projetos que sempre deixam para depois as tais “adaptações” urbanas (recuos, sinalização devida etc). Nunca entendi como aprovam sem considerar outros fatores urbanísticos e porquê deixam de fora os farores viários desses projetos que são até interessantes mas pecam pelo descaso urbano. Vai ver eles pensam que o consumidor vai apenas se materializar no local sem precisar de estacionamento, ruas adeaquadas, abrigos de ônibus,passarelas, sinalização adequadas etc.

    O caso do Manauara Shopping com suas passarelas é uma claramostra e desprezo pela falta de planejamento. Em todas as grandes cidades do mundo utiliza-se as “trincheiras”, ou passagens para pedestres subterrâneas, que inclusive podem ser usadas por pequenos comerciantes ou mesmo para ambientes de exposiçôes, serviços postais dentre outros. Em Manaus é fácil gastar alguns milhões para construirem esses horrendos monstrengos que só horrorizam qualquer turista que esteja na cidade. Lá poderiam ter utilizado o ponto morto entre o Carrefour e o próprio Manauara Shopping para se construir a tal passarela o que evitaria o conflito com o condomínio em frente ao Manauara.

    Quanto ao cidadão que é pedestre naquele local, ele não pesa nem considera se pode ser batido, ser acidentado ou morto com essa teimosia em atravessar correndo as vias ou dar um jeitinho que chegar mais rápido no outro lado. Ai só uma boa Campanha Educativa.

    O descaso impera ainda pois mesmo com a passarela o povo teima em correr pelo gradil para atravessar mais rápido para chegarem do outro lado.

    O Manaus Plaza Shopping segue a regra de todos. Construiu com aval da prefeitura sem nenhum planajamento para minimizar o choque viário na mais movimentada avenida da cidade.

    Quanto a arborização por parte do AMAZONAS SHOPPING nunca vi o projeto ou não se sabe se a arborização foi feita.

    Uma boa oportunidade era seria fazer uma passagem de nível na esquina do próprio Amazonas Shopping por baixo do empreendimento o que diminuiria os engarrafamentos na região mas essa ideia não será aplicada nunca pois não temos bons arquitetos nem planejadores viários em Manaus que ousem apresentar propostas eficientes e duradouras na verdade.

    Um detalhe que não posso esquecer é que para qualquer turista, ou morador de Manaus andar na cidade ele tem que ter acesso a um manual de rota dos ônibus, como foi lançado pelo Trânsito Manaus, mas o único problema é andar com todas as suas 258 páginas. Imprimi-las sai caro par o cidadão comum. Lembro que nem todo mundo possui renda ou acesso a Internet para baixar, imprimir o bloco de papel, ou grana para andar de busão em Manaus.

    Basta ver “in-loco” em qualquer ponto, cobertura ou poste, que não existe nenhuma placa que identifique a rota dos ônibus seja para que rota voce queira ir. O tal Guia Ônibus foi bem planejado mas não cumpre com eficiencia o papel para que foi criado uma vez que a minoria dos mais de 1 milhão de usuários das rotas de ônibus não sabem sequer que exista tal instrumento informático.

    Bem que dentro dos ônibus poderia haver o indicativo das rotas e roteiros, horários mas nem isso existe dentro dos ônibus imagine nos pontos de ônibus. Se para o turista já é um caos imagine para o morador manauara. Daí a máxima que manauara puxa conversa com todos nos pontos de ônibus. Não é por nada não, é para se informar quais são as rotas e o intinerário dos mesmos, já que inexiste placas ou folhetos indicativos das rotas ou roteiros. Sair com o bloco do Guia ônibus não preciso comentar que é um exagero andar com quase 300 páginas em baixo do braço!…

    A iniciativa de identificar as rotas e os roteiros de modo prático e adequado é do MANAUSTRANS e de responsabilidade da prefeitura de Manaus que não o faz por isso o povo fica perdido o tempo todo.

    Falar dos abrigos de ônibus é um capitulo a parte pois há varios tipos deles: dentro de poças de água suja, sem telhado, com vendedor ambulante, com moradores favelados dentro deles, com lixo, com sol, com chuva, com lama, com barro,sem calçada, com desnível em relação aos ônibus etc só para citar alguns tipos. Os padronizados pela empresa CEMUSA não abrigam do sol, nem da chuva, muito menos é recuado em relação à pista de rolagem, não tem lixeira, não tem telelefones públicos, não tem iluminação, mas tem propaganda isso tem geralmente do lado errado voltado para o outro lado da rua. Qualquer informação útil está virada para o lado errado a propaganda não esta está disponível para leitura fácil do pedestre e do motorista do auto. Ela é tudo menos informativa mesmo porque o contrato deles ainda vai longe além do que sempre tem seus totens instalados no meio da calçada na frente da linha de visão do pedestre o que dificulta ver os ônibus chegando no local.

    Na verdade essa é a realidade do pedestre em Manaus, sempre esquecido pelas empresas públicas que deviam cuidar da circulação dos autos e identificá-las adequadamente para o pedestre para o turista que nessa história fica a mercê da boa-vontade do transeunte e do morador local.

    • Usando Google Chrome Google Chrome 21.0.1180.60 em um Windows Windows 7

      Fizemos (e vamos continuar fazendo) nossa parte com o site, o adesivo e o manual impresso, e vamos continuar pensando em formas de ajudar a população com a informação que ela tanto precisa. Nossa esperança é de que o sistema de transporte ainda possa se tornar eficiente e digno.

  6. Ney
    Usando Internet Explorer Internet Explorer 10.0 em um Windows Windows 7

    Ótimo texto amigo, pra complementar temos que relembrar que tudo piorou depois que modificaram a rotatória que fica em frente a igreja da restauração, onde o trânsito não engarrafava começou a engarrafar e se tornou mais um gargalo naquela área.

  7. Suzy
    Usando Mozilla Firefox Mozilla Firefox 20.0 em um Ubuntu Linux Ubuntu Linux

    Gostei imenso do texto, acho que tens toda a razão e gostei também das fotografias, morei em Manaus por 12 anos e não imaginava que a Cidade tinha crescido tanto. Eu morava perto do Teatro amazonas e tenho a certeza que se voltar lá eu me perco. Está linda com grandes construções de grandes superfícies comerciais e gerando empregos para a região. Mas mencionaste um factor fundamental para quem mora em grandes cidades. A educação e o respeito das pessoas também tem que mudar. Um abraço de Portugal para Manaus.

    • Usando Google Chrome Google Chrome 21.0.1180.60 em um Windows Windows 7

      Bom ver que o texto atravessou o Atlântico, Suzy. Manaus será uma cidade bem melhor quando houver mais educação. Obrigado. Abs.

    • Carlos Eduardo Nadolny
      Usando Mozilla Firefox Mozilla Firefox 22.0 em um Windows Windows 7

      Estou em Manaus, há 6 meses. A cidade cresceu, mas de forma desorganizada e sem qualquer planejamento urbanístico. Ruas esburacadas ou mal cuidadas… para tapar buracos, enche-se a cratera com asfalto e aí fica aquele “calombo” na pista. Centro beirando ao caos, com centenas de barracas de camelôs. No trânsito, “fechadas” dos outros carros é normal, calçadas e meios-fios quebrados, lixo por toda parte…

      Quando faço comparações, é porque morei 3 anos em Curitiba e lá sim, é um modelo de capital limpa, organizada e o mais importante, a população cuida e ajuda na sua conservação. Faltando menos de um ano para a Copa, acho que Manaus, infelizmente, será uma das decepções das sedes da Copa do Mundo 2014.

  8. Sávio Pinzon
    Usando Safari Safari 534.57.7 em um Mac OS X Mac OS X 10.7.5

    Se Manaus fosse uma cidade planejada, que respeitasse um plano diretor, acho que o texto seria mais impactante. Muito bom o texto, mas, com o devido respeito, o Shopping Ponta Negra segue apenas o padrão Manauara de crescimento – Desordem Total! Há absurdos muito maiores que o Shopping Ponta Negra! Olhem os prostíbulos no bairro Parque Dez (Kiss e Divas), ao lado de residências. Olhem o Bairro Vieralves, que deveria ser um bairro residencial, hoje cheio de comércio, sem estacionamentos!

    É uma cidade que poderia ser linda, com avenidas amplas, parques, etc.., mas, na realidade, criaram bairros com ruelas similares a favelas, onde só Deus sabe como passam ônibus ainda! (Sou manauara, antes que me xinguem!) No coração da maior floresta tropical do mundo não temos parques dignos! Com apenas 2 milhões da habitantes vivemos o caos no trânsito. Coitado do Eduardo Ribeiro, que fez belas avenidas no centro, e teve seu trabalho jogado no lixo!

    Então, meus amigos, o Shopping Ponta Negra não é nenhum espanto, nenhum bixo papão que vem trazer mal para a cidade, mas sim a continuidade de um exemplo de como uma cidade não deve crescer. É a continuidade da cultura da má educação do povo e omissão (ou corrupção) de agentes estatais que não cumprem o dever de fazer normas ou fazer cumprir normas existentes com relação à urbanização que atenda aos interesses públicos. Na verdade, tenho uma teoria para o amor do manauara ao concreto, ao asfalto, e, daí a falta de árvores e parques – Beleza natural o índio tinha na floresta. Depois de terem vindo para a cidade só querem saber de “modernidades”, asfalto e concreto.

  9. Carol
    Usando Mozilla Firefox Mozilla Firefox 20.0 em um Windows Windows 7

    Parabéns pelo texto. Você como sempre mandando muito bem. Estou torcendo por alguma mudança 🙂

  10. Ivan Filho
    Usando iOS iOS

    Ótimo artigo. Quem mora nas redondezas sabe que só o movimento para o Hiper DB (aquele dos dois retornos…) às vésperas de um feriado já causa bastante transtorno…

  11. Tadeu Jnr
    Usando Mozilla Firefox Mozilla Firefox 20.0 em um Windows Windows XP

    Belo texto e ótimo ponto de vista, Steven!
    Só faltou falar de um Shopping: o “Uai”!
    Se é que podemos considerá-lo assim, tendo em vista que o mesmo foi construído sem o mínimo de planejamento e com sérios erros (o estacionamento então, uma bela obra prima). Mas pelo menos o novo complexo viário que ali foi construído melhorou o acesso e deu uma amenizada no caos que antes se formava na parada de onibus localizada na frente shopping.

  12. Paula Pedrosa
    Usando Mozilla Firefox Mozilla Firefox 20.0 em um Windows Windows 7

    Achei muito interessante seu texto. Gostaria de salientar também a Av. Torquato Tapajós (em frente ao Condomínio Residencial Tapajós). Não existe meio fio e nem passarelas. Minha secretária passa um sufoco para atravessar todos os dias, e as paradas de ônibus são ridículas. Os trabalhadores do condomínio sofrem todos os dias com isso.

  13. Pingback: Primeiros Reviews do Shopping Ponta Negra - Steven Conte

  14. caboco
    Usando Google Chrome Google Chrome 28.0.1500.95 em um Windows Windows 7

    Essa cara so quer falar dificil! hehehe

Deixe uma resposta para Marina Gonçalves Cancelar resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Categorias

Passado

  • 2016
  • 2015
  • 2014
  • 2013
  • 2012
  • 2011
  • 2010
  • 2009
  • 2008
  • 2007
Seguir

Receba atualizações do blog na sua caixa de entrada.

Basta inserir seu email