Boca do Inferno

Ontem encontrei uma matéria sobre um juiz italiano que está na iminência de condenar à prisão cientistas que não informaram à população em tempo hábil sobre suas previsões de um possível terremoto, reproduzida pelo frenético blog do diplomata Paulo Roberto de Almeida.

Em um artigo de opinião, publicado no NYT dia 26 de Outubro, Florian Diacu disse que:

Earthquake prediction is mostly based on probability. We know, for instance, that in the region of Cascadia, between Vancouver, British Columbia, and Sacramento, some 20 major events of a magnitude of 9 or higher took place in the past 10,000 years. The periods between those quakes have varied between two and eight centuries. The latest took place on Jan. 26, 1700. The next one could happen today or 10 generations from now.

Hoje, dois dias depois da publicação do artigo acima, ao ler as notícias da manhã, vejo isso:

Terremoto de 7,7 graus atinge o Canadá e gera alerta de tsunami no Havai. Epicento do tremor foi registrado 139 quilômetros ao sul da cidade de Masset, na ilha Graham (Colúmbia Britânica), a 17,5 quilômetros de profundidade, segundo o Serviço de Vigilância Geológica dos Estados Unidos.

Gregório de Matos mandou lembranças…

Óculos corrigem Daltonismo

Por conta de um post escrito em 2008, recebo algumas visitas provenientes dos sistemas de busca a procura de uma solução para o Daltonismo. Infelizmente ainda não existe uma cirurgia que corrija definitivamente esse problema de origem genética.

Entretanto, a empresa EnChroma desenvolveu um óculos capaz de intensificar certos tons e distorcer a coloração normal, permitindo que a variação de cores que antes invisível aos portadores de Deuteranopia, como eu, passe a ser vista.

Óculos EnChroma

A tecnologia foi patenteada, mas os preços e modelos do produto final ainda não foram divulgados. Uma explicação mais detalhada está no post do Rafael Silva, no Tecnoblog.

Obrigado pela dica, Thássius e Erick Xavier.

Jantar a Um

Marcos tinha cortado o cabelo e feito a barba cuidadosamente. Vestiu a calça mais nova, sua camisa preferida, seu perfume mais marcante. Comprou um buquê de margaridas na floricultura e reservou uma mesa do restaurante em frente à praia.

Estava explodindo de felicidade por dentro. Não conseguia tirar do rosto um sorriso bobo e ininterrupto. Tinha conhecido uma pessoa fantástica. E desde então, quase não havia um dia que não se encontrassem, com intensidade.

Acertou o encontro ao por-do-sol. Ela disse que iria com o próprio carro. Ele chegou e se sentou na cadeira, alinhou o vaso, pratos, talheres e copos simetricamente. Colocou o buquê, acendeu as velas. Negava as propostas da garçonete de começar a beber algo. Queria iniciar tudo junto dela.

O sol baixou além da linha do horizonte, tornando o cômodo num laranja escuro que parecia perder todo o brilho, à medida em que as velas iam chegando perto do fim. A notificação na tela do celular dizia: “Já vou sair.”

Todos que estavam ao redor já haviam sorvido suas sobremesas, conversado e pago as suas contas. Depois de duas horas, cedeu a uma lata de refrigerante. Veio uma chuva lenta, mas que obrigou o estabelecimento a fechar as janelas.

– “Vou demorar mais um pouco.”

Três horas já haviam se passado e a expectativa transformou-se em uma vergonha que em vez de ajudar, só fazia tornar ainda mais difícil sair dali. Resolveu pedir algo leve. Prontamente os garçons, já compadecidos do que estava acontecendo, trouxeram o pedido. Quando olhou o prato, desistiu de tudo e pediu que fosse embalado para viagem.

Os garçons, que pareciam mais conscientes que ele da situação, cuidaram da ordem com tanta eficiência que embalaram o próprio prato do restaurante no pacote.

Ele saiu na chuva, com a caixa e o buquê, que aos poucos se desintegrou com as gotas d’água.

Ela nunca chegou.

Por que eu voto Rodrigo Araújo?

Porque ele vai buscar a redução do número de vereadores, assessores e regalias dos parlamentares. Isso significa menos gastos de dinheiro público, que poderá ser revertido em melhorias efetivas em outras áreas, como por exemplo, na infraestrutura da cidade.

ARVE Error: id and provider shortcodes attributes are mandatory for old shortcodes. It is recommended to switch to new shortcodes that need only url

Porque ele vai lutar pela redução do crescimento lateral de Manaus, possibilitando assim uma organização mais efetiva da cidade, ao contrário do que aconteceu nas últimas décadas em que sempre se correu atrás de consertar os lugares já invadidos e mal planejados.

ARVE Error: id and provider shortcodes attributes are mandatory for old shortcodes. It is recommended to switch to new shortcodes that need only url

Porque ele tem boas ideias para melhorar a mobilidade urbana para carros, bicicletas, pedestres, tanto para os moradores da cidade, quanto para os turistas.

ARVE Error: id and provider shortcodes attributes are mandatory for old shortcodes. It is recommended to switch to new shortcodes that need only url

Porque enquanto uns sentam com o governador e com a presidenta, outros não tem onde sentar para esperar o ônibus, e ele quer trabalhar para mudar isso.

ARVE Error: id and provider shortcodes attributes are mandatory for old shortcodes. It is recommended to switch to new shortcodes that need only url

Ah! Você não anda de ônibus? Eu também não! Mas se o sistema de transporte público funcionar bem, menos gente vai precisar usar carros particulares e o trânsito vai fluir melhor. Se existirem leis definindo padrões de asfalto e calçamento, com penalidades a quem agir em desconformidade com isso, a prefeitura vai gastar menos “tapando buraco” no futuro (aliás, “tapar buraco” deveria ser proibido por lei). Se existirem leis efetivas definindo a forma como a cidade vai se desenvolver e coibindo as invasões com punições mais severas e efetivas, Manaus terá a chance de ser uma cidade mais organizada. Vai me dizer que você já participou de algum debate sobre o Plano Diretor?

Entretanto, se existirem mais leis como a que cria o Dia Municipal do Profissional de Moto-Táxi em vez de uma lei que de fato regulamente e delimite as áreas de atuação dessa profissão, a cidade vai continuar tendo os mesmos problemas que tem hoje e provavelmente outros que ainda estão por vir. E continuar votando nos idealizadores da Taxa do Lixo e outras coisas geniais como a da lei que citei há pouco é como escolher o Fernandinho Beira Mar para Ministro da Justiça.

Aí estão as propostas, aí está a oportunidade de alçar ao Poder Legislativo Municipal uma pessoa jovem, íntegra, com boas ideias, com compromisso público de agir e cobrar mudanças em benefício de todos e a capacidade de contribuir para que tenhamos uma cidade melhor. Aí está o Rodrigo Araújo, 40.789 sim senhor!

Categorias

Passado

  • 2016
  • 2015
  • 2014
  • 2013
  • 2012
  • 2011
  • 2010
  • 2009
  • 2008
  • 2007

 

Seguir

Receba atualizações do blog na sua caixa de entrada.

Basta inserir seu email