Poke

Não faltou nos eventos de xoxo media desse ano alguém que interrompesse a programação para explicar para os puros, ingênuos e castos brasileiros o significado do recurso poke no Facebook, posto que o nosso pudico cutucar na verdade escondia em sua origem um nefasto convite à fornicação e à sodomia.

Assim, o coitado do cutucar passou a ser marginalizado, tratado como um scrap coletivo e purpurinado de Orkut.

Acontece que o cutucar não é uma função intrusiva, no sentido de não encher a timeline nem atrapalhar experiência de uso da rede social, não atrapalha a vida de ninguém, podendo inclusive ser desativada.

Cutucando

Além disso, se a interpretação do uso que muitos brasileiros deram à função foi diferente da que se deu nos Estados Unidos, sendo mais ingênua e lúdica, sem conotação sexual, que grande mal do século haveria nisso?

Isso só é de fato um problema se você tiver amigos americanos na rede e, se tem, provavelmente já saberia antes mesmo de utilizar a rede. Se não sabia, o pior que pode acontecer é levar um unfriend de um gringo, e o melhor que pode acontecer você que sabe.

Não é obrigatório adotar na sua cultura cada mínimo aspecto de outras que você considere “superiores”. E no dia que for, que comecem aprendendo a respeitar fila.

About Steven Castro Conte

Eu sou um aprendiz.

O que você pensa sobre isso?

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Categorias

Passado

  • 2016
  • 2015
  • 2014
  • 2013
  • 2012
  • 2011
  • 2010
  • 2009
  • 2008
  • 2007
Seguir

Receba atualizações do blog na sua caixa de entrada.

Basta inserir seu email