O Woody nunca te abandona

Abril de 1996

Sentado de calção vermelho e sem camisa, no carpete verde-escuro do quarto dos pais, tirando uma fita VHS (tinha que rebobinar no final, lembra?) da embalagem de papelão com dois bonecos sorridentes, um cowboy e um astronauta, voando em frente a uma parede de fundo azul com nuvenzinhas, diante do olhar atônito de um dinossauro, um cachorro-mola, um porquinho, uma batata com olhos e uma pastora de ovelhas na capa.

Gargalhadas de criança a cada explosão de foguete ou desmontes do cabeça-de-batata. Já duvidava um pouco da existência do Papai-Noel (é, o tempo prova que certas coisas não mudam), mas imaginar que brinquedos legais pudessem ter vida parecia divertido.

Revi o filme trezentas vezes, ou quase isso. Criança parece que nunca enjoa das coisas, desde que não esteja com fome ou com sono. Mas quem era guri naquela época e teve a oportunidade de ir ao cinema ou conseguir uma fita, com certeza fez o mesmo.

Dezembro de 1999

– “Mãe! Vai passar toistori dois no cinema!”

E assim começava a empentelhar os pais para ir assistir ao segundo filme no cinema. Na época, o hoje em dia desprezado Severiano Ribeiro do Amazonas Shopping era o que havia de mais moderno e confortável na cidade.

O filme é legal, não apenas por dar um bom prosseguimento à história do primeiro filme, mas também, apresentando personagens novos e falando um pouco mais sobre a origem de cada um deles. Só achei meio chata a parte da história da Jesse.

Comprei o VHS desse e assisti outras trezentas vezes.

Junho de 2010

Andy vai para a faculdade…

A frase inicial da chamada para o terceiro filme mostra duas coisas: primeiro, que a proposta da história é algo um pouco diferente das anteriores, não apenas centrada nos brinquedos, mas também nas pessoas; segundo, o Andy envelheceu um pouco mais devagar que eu, que já estou prestes a sair da faculdade.

Woody

ALERTA DE SPOILERS

Quem ainda não assistiu Toy Story 3, pare a leitura aqui, vá assistir e volte depois. Não vou ficar adiantando as piadas e situações que acontecem no filme, que eu achei engraçadão, mas preciso contar sobre o seu desfecho.

Após recuperar seus brinquedos (mais uma vez) prestes a finalizar as malas para partir para a faculdade, Andy resolve dar todos os seus últimos brinquedos, por ideia de Woody, a uma garotinha que “brinca direito” (mote do fim do primeiro filme).

Andy vai até a casa da garotinha, filha de uma amiga da sua mãe, e começa a mostrar cada um dos brinquedos para ela, contando como ele os enxergava em sua imaginação quando criança, falando enfim, do Woody…

– “O Woody nunca te abandona…”

…e termina contando do valor que cada um dos brinquedos tinha para ele…

Naquele momento quem, durante a infância, teve aqueles filmes como preferidos, ou simplesmente qualquer pessoa que lembre de quantas histórias criou com seus brinquedos, e dê um salto no tempo até o momento em que percebeu que estava na hora de deixar os brinquedos de lado (ou passá-los a diante), deixar de ser criança, crescer, tornar-se adulto e começar a assumir responsabilidades, enfim, quem conseguir colocar-se no lugar do Andy, dificilmente não vai se emocionar.

About Steven Castro Conte

Eu sou um aprendiz.

7 responses to “O Woody nunca te abandona

  1. Usando Mozilla Firefox Mozilla Firefox 16.0 em um Windows Windows 7

    Own… Que bonitinho…

  2. Usando Mozilla Firefox Mozilla Firefox 16.0 em um Windows Windows 7

    Filme emocionante, chorei como nunca, foi como perceber que.. Estou ficando velha! D:

    “Amigo estou aqui…”

  3. Usando Mozilla Firefox Mozilla Firefox 16.0 em um Windows Windows 7

    Show. É isso…

  4. Nathane Dovale
    Usando Mozilla Firefox Mozilla Firefox 16.0 em um Windows Windows 7

    hahaha
    adorei o texto, parabens.

  5. Bianca Abinader
    Usando Mozilla Firefox Mozilla Firefox 16.0 em um Windows Windows 7

    Olha, vcs tão falando tanto que tô indo com muita expectativa ver o filme. =P

    Adorei o texto! 😀

  6. Eliane Soares
    Usando Mozilla Firefox Mozilla Firefox 16.0 em um Windows Windows 7

    Muito bom o texto e a forma que vc nos lembra de cada filme, gostei muito tanto do filme quanto de seu comentário.

    Parabéns.

  7. Usando Mozilla Firefox Mozilla Firefox 16.0 em um Windows Windows 7

    Eu assisiti o filme chorei.
    E lendo o que você escreveu aqui, acabei me emocionando novamente.

O que você pensa sobre isso?

Categorias

Passado

  • 2016
  • 2015
  • 2014
  • 2013
  • 2012
  • 2011
  • 2010
  • 2009
  • 2008
  • 2007
Seguir

Receba atualizações do blog na sua caixa de entrada.

Basta inserir seu email