Recursos

Tento usar minhas ferramentas de trabalho até o limite da sua capacidade, mas infelizmente algumas pessoas esbajam dos recursos da administração descartando ferramentas ainda úteis. Geralmente são as mesmas pessoas que restam apenas internes a reclamar do mau uso do dinheiro público por parte dos políticos.

Hoje fui usar um tubo de cola, mas ele estava com o bico entupido. Desmontei e desentupi, enquanto ouvia outra servidora do setor mandando eu jogar o tubo fora e buscar outro no almoxarifado. O detalhe é que ele estava cheio. Custava desentupir com um clipe e voltar a usar?

O pior é que custa, e custa do bolso de cada criatura que paga imposto, inclusive a pessoa que mandou eu jogar o tubo fora.

Outro dia a mesma servidora jogou fora um grampeador porque ele não estava grampeando direito. Eu tenho quase certeza que ele não estava grampeando direito porque devia ter um grampo travando o funcionamento e com uma caneta ou tesoura e um pouco de boa vontade daria pra consertar e continuar usando por mais tempo.

Essas coisas custam do nosso bolso. Durante o ano, tudo o que o brasileiro recebe até o mês de maio é o equivalente aos impostos que precisa pagar anualmente. Impostos estes que servirão para comprar esses materiais.

E estas foram apenas duas situações que aconteceram dentro de um único setor. Imaginem num universo de dezenas de setores e milhares servidores da secretaria, o quando disperdício também pode estar acontecendo.

Categorias

Passado

  • 2016
  • 2015
  • 2014
  • 2013
  • 2012
  • 2011
  • 2010
  • 2009
  • 2008
  • 2007
Seguir

Receba atualizações do blog na sua caixa de entrada.

Basta inserir seu email